12/03/2010

ILUSTRAÇÃO PARA SITE


O estúdio produziu uma ilustração realista de muros com uma temática muito urbana. Essa ilustração servirá de fundo para o site da Agência de Publicidade JOY (clique aqui para visualizar o site). A ilustração foi realizada com o uso de muita textura, muitos efeitos para simular os efeitos do tempo nas paredes e nas janelas, foram utilizadas imagens de Curitiba para somar ao cenário. Foram usados alguns grafites encontrados na web, mas a maioria foi desenhado mesmo, tem alguns desenhos baseados nas cores e temáticas dos Gêmeos e o nome da agência foi grafitado de vários modos diferentes. Pelo fato de não encontrar imagens em alta das placas, orelhão, meio-fio, outdoors, lixeira e poste, os mesmo foram gerados no photoshop com detalhes realísticos.

Foi usado imagens de cartazes e stencils para simular a poluição visual urbana.

Cerca, poste e muro com grafites e cartazes, além de pichações.

Grafite baseado nos gêmeos.

A imagem final utilizada no site foi limpada um pouco mais e mostrou menos poluição visual, o briefing inicial com agência buscava o visual urbano mas com poucas pichações, a idéia era usar mais arte do grafite, dos lambes e dos cartazes. A imagem do fundo foi substituída também, por uma imagem temporal, dependendo da hora em que se acessa o site a imagem muda, ficou bem interessante.

Tapume, placas, lixeira e cartazes.

Janela e paredes criada no photoshop.

Um fato muito desagrádavel aconteceu na produção dessa ilustração com referência a um idéia conceitual que eu e a Flávia tivemos e passamos ao cliente e faço questão de relatar.

No último salão paranaense tive contato com uma intervenção urbana muito interessante chamada "Azulejos de Papel" o projeto fornece em um envelope com azulejos serigrafados em papel simples, para que você mesmo aplique esses azulejos "onde você quiser" (essa era a frase escrita no envelope), depois de você colar os azulejos, tire um foto e mande para o Blog da Intervenção (Blog Azulejos de Papel - Poro) eu achei muito legal essa idéia, e pensei em aplicar esses azulejos na ilustração, como o projeto tem um conceito muito urbano no estilo lambe ele caberia como uma luva nas paredes virtuais da ilustração, ofereci a idéia ao cliente e pedi para linkar ao projeto para divulgar, pesquisei no blog se havia alguma norma proibitiva a aplicação no desenho e novamente eles informam que tem-se liberdade de utilizar os azulejos onde quiser, não consegui contato com os proprietários, pois as informações de contato no blog são escassas. Na aplicação dos azulejos não alterei o padrão dos mesmos, simplesmente inseri efeitos de desgaste do tempo(rasgado, sujo, umidade, etc), meu erro foi não entrar em contato inicialmente e diretamente com os organizadores da intervenção. Depois da ilustração finalizada consegui um contato e enviei todo contente mostras da ilustração com os azulejos aplicados e informei que apliquei os mesmos em um suporte inusitado, parabenizei o projeto e o alcance que ele teve, com azulejos colados até em arte digital e informei que os azulejos no site constariam de um botão linkando as imagens ao site do projeto, fornecendo desse modo os créditos e divulgando o projeto.
Qual foi o retorno que tive dos organizadores: " Não autorizamos o uso das imagens para fins comerciais!" seco e grosso, retornei dizendo que o intuito era de divulgação do projeto e que em nenhum material que encontrei deles havia qualquer menção a não utilização das imagens, a resposta: "Não queremos essas imagens ligadas a nenhuma agência de publicidade e novamente não autorizamos a utilização da imagem!".
Com certeza sou um dos maiores defensores do direito autoral, e concordo que os artistas do projeto tem todo direito de vetar a utilização das imagens, o que me incomodou foi o aspecto nada colaborativo por parte dos intervencionistas e o fato de não informarem corretamente no seu material gráfico e no blog o real limite de utilização das imagens, cometi o erro de não entrar em contato com eles antes de finalizar, mas reafirmo que minha intenção era o de divulgação pura e simples, de agregar à ilustração final um projeto artístico conceitual que tem tudo a ver com o desenho, como pode-se notar na ilustra os azulejos tratam de detalhes no conjunto, não estão em tamanho expressivo e não foram alterados, segui a risca as informações do projeto de intervenção urbana: Apliquei os azulejos à um muro (virtual) do modo que quis e tirei uma foto e enviei para o blog (foto virtual).
O resultado desse pepino foi a retirada dos azulejos da imagem final infelizmente. Minha opinião é que as leis de direitou autoral existem para proteger nossos direitos, mas os profissionais de arte de Curitiba tem que aprender que projetos colaborativos em conjunto visam um benefício coletivo. Sou totalmente colaborativo com minhas ilustrações quando são me explicitadas as utlizações e o intuito de utilização delas. Ilustrar é uma atividade comercial, brigo muito pelas minhas criações mas ao mesmo tempo entro vários projetos onde o único retorno é a divulgação da arte de ilustrar, prova disso é a organização do encontro de ilustradores, nenhum dos ilustradores que tiveram a iniciativa do encontro ganham nada com ele.
Registrei aqui o acontecido que me norteou essa semana, para ouvir comentários sobre o ocorrido e talvez com essa discussão me aliviar da culpa ou não. Segue imagens dos azulejos aplicados a parede, pois me foi permitido colocar em portifólio, agora no site da empresa elas serão retiradas e substituídas por imagens de azulejos de banco de imagem.




4 comentários:

Victor Moura disse...

e ai professor marcelo, da uma olhada na data desse ilustra brasil, que eu não achei, se rolar manda no email, victormoura86@gmail.com

e atualiza esse blog ai heheh, abraço.

Beto Souza disse...

Grande Marcelo,

Mais uma vez quero agradecer pelo empenho com relação ao job.

Independente do Poro ter nos questionado sobre os azulejos, continuo muito feliz com o resultado final.
O que realmente vale é o retorno que estamos tendo de clientes, novos contatos,amigos e também outros ilustradores que elogiam seu trabalho.

Vamos deixar somente a lembrança da arrogância do Poro e celebrar os retornos que tivemos da equipe do Grafitti.org (www.graffiti.org.br), que curtiram muito o resultado.

Abração grande pra você e Flavinha!!!

Bob Souza - Joy! Agência

Maria Tereza dos Santos disse...

Eu concordo com a posição do Poro e não vejo arrogância, vejo uma escolha.

Conheço o trabalho deles de perto há muitos anos e eles são das pessoas mais generosas que já conheci. Basta dar uma olhada no site deles e ver a quantidade de trabalhos que eles disponibilizam para download gratuito, para perceber parte da generosidade deles.

Eu também não gostaria de ver um trabalho que fiz, com um sentido gratuito e de estimular a participação das pessoas, ir parar num site de agência de publicidade, uma tipo de empresa onde a finalidade é fazer "imagens que vendem".

Marcelo, seu trabalho de ilustração é muito bonito e dá pra ver que vc não fez por mal.

Talvez um contato prévio com o Poro antes de vender as ilustrações à agência de publicidade evitaria todo esse ruído.

E muito legal que vc publicou as imagens no seu portifólio. Com certeza o pessoal do Poro deve ter curtido isso.

Marcelo Lopes - Ilustrador disse...

Oi Maria Tereza, realmente não foi por mal, minha intenção inicial era divulgar o material do pessoal do Poro.
Eu tentei contato com eles mas não os conheço pessoalmente e o email que eu tinha eles não respondiam, assim acabei aplicando os azulejos e fui eu mesmo que me denunciei..hehehe...consegui contato e eles não curtiram...mas tudo bem faz parte...acabamos por tirar da ilustração final.
Até entendo a posição deles, mas eu vejo isso como divulgação de uma idéia bem legal que eles tiveram, mas respeito a posição deles...pois eu mesmo sou um obstinado defensor dos direitos autorais.
Obrigado pelo comentário e passeie mais aqui pelo blog pra trocarmos idéias e ideais...um abraço!